Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pegar a Vida pelos Cornos

por SS, em 20.02.13

Gostava de ser daqueles gajos cheios de atitude, que pegam a vida pelos cornos.

 

Não sou. Sou um gajo fraco, cansado, sem perspectivas de futuro e também sem grandes objectivos.

Produto, talvez, de alguns anos de desemprego e trabalho precário.

 

Sou o esterótipo do comum "vadio".

Gosto de passar os dias no café a beber minis e a fumar ganzas.

Gosto de sair à noite, até de manhã, e encher-me de álcool, ganzas e coca.

Sou o gajo que entra num café e as pessoas olham de lado e comentam.

Sou o gajo que vai a uma entrevista e é quase automaticamente excluído. Tatuagens e piercings assustam os empregadores.

Julga-se o aspecto da pessoa e não as suas capacidades ou o seu currículo.

 

Sem álcool e sem droga, a vida assusta-me. Assusta-me cada vez mais.

Estamos a atravessar um período de pura desumanização do ser humano. 

Período em que um pedaço de papel e o seu valor sobrepõem o valor da vida.

Ao fim de umas minis ou um jarro de vinho tinto, ao fim de umas ganzas, a vida deixa de me preocupar. 

Todas as preocupações que me fazem crescer os cabelos brancos desaparecem. Ficam ocultas na minha mente, mas sempre prontas a chegar-se à frente à mínima oportunidade.

 

Poucos sonhos tenho e não tenho  objectivos de futuro.

Tudo o que quero é a felicidade dos meus. Não a minha. Só a deles.

 

E faltam-me forças, falta-me atitude para pegar a vida pelos cornos.

Falta-me coragem! 

E falta-me, acima de tudo, dinheiro.

Dinheiro para tornar realidade os poucos sonhos que se mantêm na minha cabeça desde criança.

Sonhos que a vida, o álcool e a droga se encarregam de destruir.

Sonhos que não passam disso mesmo. Sonhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50


4 comentários

De Monóloga a 07.03.2013 às 11:30

ainda bem que não me mandaste dar uma curva ao bilhar grande! :)

entendo tudo o que dizes, mas tenho outra opinião àcerca das ganzas, no entanto, não passa da minha opinião.

espero, de coração, que consigas dar a volta por cima... mas de uma coisa não tenho dúvidas, pela forma como escreves, és um gajo inteligente e tens capacidade para agarrar a vida pelos cornos!

muitos parabéns por à uma semana não tocares em álcool!!! provavelmente serás daquelas pessoas que simplesmente não pode beber apenas 1 copo, ou 1 mini... por isso o melhor mesmo, se for o caso, é absteres-te, tal qual estás a fazer! és corajoso por fazê-lo sozinho, mas se precisares de ajuda não é vergonha nenhuma... nunca te esqueças disso... mal são as recaidas que poderiam ser evitadas, com ajuda.

força e toca a agarrar a vida pelos cornos! ;)

De SS a 13.03.2013 às 09:39

Nunca seria capaz de te mandar dar uma curva ao bilhar grande... nem pastar caracóis, nem nada semelhante. Agradeço, e muito, os comentários! :)

Considero-me um gajo inteligente, sim. Já vários momentos da minha vida me provaram que o sou e que, esforçando-me um pouco, só não consigo o que não quero. Mas, quando o tempo passa, e não se vêm soluções, quando os esforços deixam de compensar, quando o mundo à nossa volta desmorona sobre si próprio, é difícil encontrar força para agarrar a vida pelos cornos. O ego desaparece, a confiança evapora-se, a força... onde anda ela? Fugiu?

Vou fazer um post no blog sobre isso... acho eu! Nem cabeça tenho tido para escrever aqui... nem tempo, nem paciência.

Obrigado pelos parabéns! :)
Entretanto, já corrompi o esforço com um copo de vinho. O essencial é aguentar-me apenas com um copo e não correr para a garrafa para o encher de novo logo de seguida. Porque, como dizes, e bem, o meu maior problema não é o primeiro copo ou a primeira mini, são todos os outros que vêm a seguir.
Não tenho vergonha de pedir ajuda... mas tenho confiança na minha força para não precisar de a pedir. Até hoje sempre tive. No dia em que não a tenha, pedirei ajuda, certamente. :)

Mais uma vez, obrigado pelo comentário! :)

Comentar post



Shiny Stat




Pesquisar

Pesquisar no Blog